Precificação na oficina: o que é, como definir e quais são seus benefícios

Precificação na oficina: o que é e como defini-la corretamente

Fazer a precificação corretamente na oficina é fundamental. Você já parou para pensar sobre o que é precificação e qual a diferença dela para valor? Pois é, parece até a mesma coisa, mas não é! Leia este conteúdo e descubra por quê.

 

Quantas vezes você recebeu um potencial cliente, tirou suas dúvidas, atendeu aos seus pedidos e no momento do orçamento ele respondeu “vou analisar com calma e te retorno”? Ou pior, a resposta foi “mas tal oficina faz mais barato”?

Isso ocorre por alguns motivos. O primeiro, é que talvez você não tenha feito a precificação corretamente e, segundo, possivelmente esse cliente não viu o valor que sua oficina poderia gerar a ele.

Mas a boa notícia é que dá tempo de mudar isso! Continue a leitura e veja o que é precificação na prática, qual a diferença entre ela e valor e como precificar corretamente.

 

O que é precificação e como defini-la?

O que é precificação pode até parecer óbvio, mas apenas no conceito, na definição não é tão simples quanto parece.

A formação de preço na oficina é um processo delicado, pois envolve fatores como:

  • custo de produção/mão de obra;
  • taxa para pagamentos feitos via maquininha de cartão;
  • concorrência;
  • perfil do cliente;
  • condições do mercado. 

O objetivo da precificação na oficina é maximizar o lucro, atrair novos clientes e fidelizá-los.

Precificação de serviços e produtos X valor: qual a diferença?

O preço é o quanto uma pessoa paga por um produto ou serviço, enquanto o valor é o quanto aquele produto ou serviço vale para ela. Em outras palavras, o preço é uma medida objetiva, enquanto o valor é uma medida subjetiva. Ainda assim, no fim das contas, ambos são indicadores de desempenho.

Para ilustrar isso, imagine que está comprando uma casa. Você pode encontrar duas casas que custam o mesmo preço, mas para você, uma delas pode ter mais valor. Isso acontece porque a sua percepção do valor da casa é baseada em suas necessidades e preferências. Por exemplo, se você precisa de mais espaço, então uma casa maior terá mais valor para você. Se você quer uma casa em um bairro particular, então uma casa nesse bairro terá mais valor para você.

Ou seja, se o cliente vê valor nos serviços e produtos da sua oficina, seja ela mecânica ou funilaria, por exemplo, ele paga o preço!

 

Precificação nas oficinas: benefícios de defini-la corretamente

Uma precificação correta traz benefícios para todos os envolvidos na negociação: compradores, vendedores, fornecedores e fabricantes. Mas qual o resultado disso na prática? Veja abaixo:

 

1 – Aumento dos lucros

O faturamento da oficina é potencializado com uma boa precificação e, consequentemente, os lucros. Isso porque ela consegue atingir o público certo e que está disposto a pagar pelo serviço ou produto.

Além disso, já pensou se sua oficina está cobrando muito abaixo do que deveria? O preço, dentro de tantas coisas, também deve ser calculado a partir da noção dos seus gastos internos. São vários detalhes para garantir que os números estejam corretos!

 

2 – Melhora na percepção da marca

Este é o resultado da junção entre valor e preço!

A relação custo-benefício dos serviços da sua oficina causa nos clientes a sensação de que o preço é justo e que vale a pena pagar por eles, pois ainda que o valor seja mais alto do que o da concorrência, eles têm convicção de que estão comprando com o melhor. Sabe aquela história “o barato pode sair caro”? Pois bem! O seu cliente precisa entender isso e não tem como escapar: você deve ajudá-lo a perceber! 

 

3 – Facilita a gestão financeira e comercial

A gestão da oficina também é facilitada quando a precificação e o serviço geram percepção de valor! Assim, é possível investir em novas ações de captação de clientes, por exemplo, e apresentar a sua oficina para aqueles que ainda não a conhecem. Se a sua oficina automotiva consegue pagar as contas e ainda sobra aquele dinheirinho no final do mês, é possível fazer promoções, cupons de descontos e afins. Porém, a precificação feita com base no “achismo” não contempla a realidade da oficina e isso, meu amigo, gera consequências no seu caixa.  

 

A precificação é parte do controle financeiro da oficina e, quando ele vai bem, a expansão do negócio se torna uma tendência natural.

Precificação é sobre gestão

Você só consegue precificar os serviços e produtos da sua oficina se souber como ela funciona enquanto negócio. Ou seja, quais são seus pontos fortes, fracos, as ameaças que ela enfrenta, dentre outros.

Por fim, não é exagero dizer que a precificação correta é fundamental para a oficina ter sucesso no longo prazo. Então, sempre se baseie em critérios que podem ser calculados, como hora de serviço, preço de compra dos produtos, mão de obra e margem de lucro e outros indicadores. 

Agora você já sabe o que é precificação e quais vantagens disso, mas como anda a gestão fiscal da sua oficina? Saiba como melhorá-la agora mesmo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.