Ponto de equilíbrio financeiro: descubra qual a sua importância no negócio

Ponto de equilíbrio financeiro: descubra qual a sua importância para o negócio

Já ouviu falar em ponto de equilíbrio financeiro e a importância deste cálculo para garantir a saúde do seu negócio? Então leia este conteúdo e descubra!

A saúde financeira de um negócio é o principal fator para que ela continue funcionando. Afinal, é como dizem, não adianta de nada faturar muito se seus custos fixos também são elevados.

Então, como saber qual é o ponto de equilíbrio da empresa e garantir uma boa margem de lucro? Confira tudo sobre o tema.

O que é ponto de equilíbrio financeiro?

O ponto de equilíbrio financeiro é o momento em que o fluxo de caixa se iguala a zero. Ou seja, ele basicamente mostra quanto um negócio precisa vender para arcar com suas despesas fixas e sobreviver e ter lucro para continuar se desenvolvendo.

No fim, ele nada mais é que a receita total de uma empresa em equilíbrio com todos os custos e despesas que ela possui. Na prática, é como um limite: “até certo nível o negócio está saudável”.

Qual a importância do ponto de equilíbrio financeiro?

O ponto de equilíbrio financeiro é importante para um negócio porque mostra o nível mínimo de vendas que precisa ser atingido para que ele possa sobreviver. 

Esse resultado é a base para que um gestor consiga tomar decisões sobre:

  • investimentos;
  • estrutura de custos;
  • precificação do serviço;
  • dentre outros pontos.

Além disso, vale dizer também que o ponto de equilíbrio financeiro também é útil para analisar o impacto de mudanças nos preços dos produtos e serviços, bem como para avaliar o risco de um negócio.

Por exemplo, se uma oficina mecânica quiser elevar sua margem de lucro, é preciso saber qual o aumento ideal para que isso não choque com a qualidade do serviço oferecido e na percepção de compra dos clientes.

Qual o ponto de equilíbrio ideal para o sucesso da gestão financeira?

A resposta é: depende! Isso porque cada negócio possui suas especificidades em relação à praça em que atuam, perfil de compradores, precificação, serviços e produtos oferecidos e por aí vai.

Ou seja, o cálculo para chegar ao ponto de equilíbrio financeiro depende de uma série de fatores que levam em consideração os mesmos pontos de um negócio. Soa confuso? É mais simples do que parece! Veja na prática.

Como calcular o ponto de equilíbrio financeiro

Para fazer o cálculo e chegar ao ponto de equilíbrio financeiro do seu negócio, você deve ter como base para a conta:

Despesas fixas

Considere todos os custos fixos que o negócio possui para funcionar, por exemplo:

  • aluguel;
  • água;
  • luz;
  • internet;
  • gás;
  • pagamento dos funcionários.

Margem de contribuição

A margem de contribuição é o ganho total que o negócio tem sobre as vendas. Ou seja, deve ser definido com a intenção de cobrir os gastos fixos e gerar receita. Perceba, aqui não estamos falando de lucro ainda, mas sim de faturamento.

Com tudo isso definido, o cálculo para descobrir o ponto de equilíbrio para o negócio é o seguinte:

  • some suas despesas fixas;
  • divida o total de despesas pela margem de contribuição.

Assim se chega ao ponto de equilíbrio financeiro do negócio. Para chegar ao econômico, é preciso adicionar um percentual chamado de custo de oportunidade às despesas, que é o custo para cobrir o material/serviço/mão de obra com o acréscimo de uma margem de lucro.

Por exemplo: se o custo fixo de funcionamento de uma oficina é de R$35 mil por ano e seu custo de oportunidade é de 18%, o cálculo será:

  • 35.000,00/0,18 = 194.444,444.

Ou seja, o ponto de equilíbrio dessa oficina rentável é de R$194.444,44.

Variáveis do ponto de equilíbrio

Para finalizar, vale dizer que a fórmula para chegar ao ponto de equilíbrio é uma atividade básica da gestão financeira.

Porém, vale deixar claro que o equilíbrio ideal depende de cada negócio. Isto é, empresas com ticket médio baixo e que precisem fazer muitas vendas para atingi-lo devem ter muita cautela no momento de definir a margem de contribuição.

Por falar em lucratividade, saiba como precificar os serviços da oficina de forma precisa!

Crédito da imagem: redgreystock / Freepik.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.