Planejamento financeiro: sua oficina preparada para o futuro - Ultracar

Planejamento financeiro: sua oficina mais preparada para o futuro

Você consegue fazer uma boa gestão financeira da sua oficina, as contas estão em dia, ninguém trabalha hoje pensando na conta que precisa pagar amanhã e parece que está tudo certo. Mas… e se acontecer algum imprevisto?

Pois é, cuidar das finanças da oficina e garantir que os pagamentos aconteçam dentro do prazo, além de ter lucro, é um ótimo indicador — e se você conseguiu isso, parabéns! —, mas uma empresa exige um segundo grau de proteção, chamado de planejamento financeiro.

Vamos falar um pouco sobre ele?

Porque olhar para o futuro é tão importante?

Em um ano tranquilo, sem grandes mudanças econômicas e políticas, podemos ter certa previsibilidade do que acontece com nosso negócio, certo? Já esperamos uma determinada entrada de dinheiro em períodos específicos e sabemos lidar com a falta ou excesso de trabalho ao longo do mês.

Contudo, imprevistos acontecem. Um elevador pode quebrar, uma pandemia pode surgir (como a da COVID-19) e vários outros fatores podem influenciar, negativa ou positivamente, sua oficina.

Pensar a longo prazo é necessário. É graças ao planejamento financeiro que você pode proteger o seu negócio e usar várias estratégias para crescer ainda mais.

Minimizar impactos negativos

Ninguém tem bola de cristal, não sabemos o que realmente vai acontecer amanhã. Contudo, isso não significa que precisamos ser “reféns” dessa incerteza. Pelo contrário: podemos nos preparar.

O planejamento financeiro, em um primeiro momento, serve para te ajudar a proteger seu negócio. Com ele, é possível minimizar os impactos negativos nos momentos de maior dificuldade.

As oficinas que contavam com um dinheiro guardado no início da pandemia do novo coronavírus, por exemplo, puderam manter as portas abertas, enquanto outras acabaram fechando por não conseguirem pagar sua equipe e fornecedores.

Aproveitar oportunidades

Outra vantagem de se planejar a longo prazo é a possibilidade de você, dono, aproveitar as oportunidades que o mercado oferece.

Se amanhã um determinado veículo começasse a ficar popular, mas nenhuma oficina estivesse preparada para oferecer a manutenção dele, será que você teria dinheiro para treinar sua equipe e comprar as peças e ferramentas necessárias para virar uma referência no assunto?

Claro, esse exemplo é exagerado, mas sempre existem oportunidades: um galpão novo que foi colocado à venda e que seria uma boa aquisição para você, um elevador mais moderno, treinamentos para sua equipe etc.

Estar preparado significa, também, ter condições financeiras para aproveitar essas oportunidades.

Planejamento financeiro na prática: o que fazer?

Entendido o que é e a importância do planejamento financeiro, agora é hora de colocarmos esse assunto de uma maneira mais tangível. Afinal de contas, o que você deve fazer para se preparar para o futuro?

Reserva de emergência

A primeira coisa que você deve considerar para sua oficina é a reserva de emergência. Essa reserva nada mais é que uma quantia de dinheiro que deve ficar guardada para situações de extrema necessidade, nas quais o recebimento mensal da oficina não consegue comportar os gastos.

O valor que uma reserva de emergência precisa ter é discutível. O que alguns especialistas recomendam é que ela tenha o equivalente entre 6 a 12 meses do recebimento mensal da oficina — incluindo seu pró-labore.

Mas calma, essa reserva não precisa ser feita do dia para noite. Em vez disso, comece a separar mensalmente uma parte do lucro da oficina e guardar. Pode ser 5%, 10%, 30%. O que conseguir, mas guarde.

Investimentos

Terminada sua reserva de emergência, você deverá continuar guardando mensalmente a mesma quantidade que já estava. Contudo, agora esse dinheiro será destinado ao crescimento da sua oficina. Em outras palavras: investimentos.

É o momento de você começar a acompanhar as novidades do mercado, ler notícias e até mesmo conversar com algumas pessoas que entendam o mercado financeiro.

Aqui, três investimentos merecem sua atenção:

Os primeiros dois casos são mais óbvios: expansão do galpão, novos elevadores, contratação de mão de obra, treinamento da equipe, compra de novas ferramentas, mudança de layout etc.

Já o terceiro, as aplicações financeiras, é um pouco menos intuitivo. Quando você conseguir acumular mais dinheiro e não tiver onde aplicá-lo em seu negócio, esse capital não pode ficar parado. Em vez disso, procure opções de investimento que farão com que o dinheiro gere mais dinheiro para você.

Existem várias opções disponíveis e elas são uma ótima maneira de proteger seu dinheiro das oscilações causadas pela inflação e desvalorização do real.

Planejamento de metas

Tudo o que falamos até aqui precisa ser feito com base em um objetivo. Sua oficina deve ter metas claras para o que entra em seu caixa. Não adianta apenas guardar dinheiro, caso contrário seu negócio não vai crescer.

Em vez disso, se pergunte: “Por qual motivo eu deveria guardar o dinheiro que entra em minha oficina?”

Uma das respostas, claro, será “para me proteger contra crises”. Mas, e os investimentos? Quais investimentos você faria, por quanto tempo e de que maneira? Pense nisso antes de tomar qualquer decisão.

Quer otimizar a gestão financeira da sua oficina? Então, clique aqui e veja como fazer!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *