Meta de venda de serviços e peças por dia - Ultracar

Meta de venda de serviços e peças por dia

Meta de venda de serviços e peças: vamos entender um pouco melhor?

Em um dos textos passados falamos sobre a importância de nossa oficina ter uma meta de venda diária (se você ainda não leu, corre lá!). Hoje iremos aprofundar mais neste assunto. Expliquei, de uma forma simples, quais os passos e como calcular para chegarmos a uma meta. Apenas para reforçar, vamos repetir aqui o que já falamos.

Relembrando

“Todas as empresas devem trabalhar em cima de metas e é você, proprietário da oficina, a pessoa responsável de definir esta meta. Cada empresa tem uma e o ponto de partida para chegarmos a nossa meta é encontrarmos o custo fixo e o custo variável da oficina.

Se você ainda não tem um modelo de planilha para controle do custo fixo e variável da sua oficina, é só clicar aqui e fazer o download da nossa.

Só não vamos falar dos custos agora, porque nosso foco atual é o pátio, mas em breve estaremos explicando como calcular os custos e encontrar o ponto de equilíbrio da oficina.

Exatamente por isso vamos usar como referencial o valor total das despesas de sua empresa e com este número trabalhar as metas. Então vamos colocar a mão na massa!!

Meta de venda de serviços e peças: mão na massa!

01 – Levante todas as despesas da oficina e coloque o valor aqui na frente: R$ _____________________

  • Muita atenção para não esquecer de somar neste valor tudo o que você paga (ou deveria pagar) em sua oficina. Como exemplo do que deveria pagar, podemos colocar impostos que deveriam ser pagos e muitas vezes, por falta de dinheiro, não foi pago. Este valor deve ser somado nas despesas, sempre usando como padrão o período do dia 01 a 30 de cada mês.
  • Quando fechamos as despesas de um mês e fazemos as contas é possível encontrar a meta do mês seguinte, ou seja, nossa oficina vai ter uma meta, que pode ser diferente, todos os meses.

02 – Divida o valor que encontrou no item 01 por 22 (que é a média de dias úteis do mês): R$ _______

03 – Acrescente no resultado que encontrou no item 02 o valor de 20%: R$ ______________________

04 – O valor encontrado no item 03 é meta de venda diária (peças e serviços). Significa que este número é o valor que sua oficina deve vender todos os dias (entre peças e serviços) para conseguir o equilíbrio que você tanto busca.

  • Com este número nas mãos podemos conversar com nossos mecânicos e orçamentistas qual o objetivo diário deles, não em quantidade de carros atendidos, mas em valores vendidos. Pense comigo e veja como não é difícil fazer estas contas. Se sua oficina tem 4 mecânicos e a meta que encontrou no item 03 foi de R$ 1.600,00 (por exemplo), basta dividir R$ 1.600,00 por 4 (produtivos) e você verá que cada mecânico deve vender R$ 400,00 / dia
  • Tão importante quanto a meta é, você proprietário da oficina, acompanhar todos os dias se a meta está sendo atingida ou não. Isso se chama regularidade e qualquer processo de gestão para dar certo precisa de regularidade, então a orientação para vocês é que a conferência da meta por funcionário, seja feita todos os dias pela manhã, como primeira rotina das atividades do dono da empresa. Significa que hoje pela manhã vamos conferir se a meta de ontem foi atingida. Se os funcionários conseguiram é fundamental você ir no pátio e elogiar a todos, mas se a meta não foi atingida é importantíssimo parar todos no meio do pátio, logo cedo, e mostrar que a meta do dia anterior não foi atingida e que a empresa precisa de uma dedicação maior de cada um.

05 – Por fim, também é muito importante separarmos o que estamos vendendo de peças e o que estamos vendendo de serviços. Quando você fizer os cálculos e encontrar a meta de sua oficina (explicado no item 3 logo acima), lembre-se que aproximadamente 30 a 35% deste valor representa mão de obra e o restante peças, ou seja, 65 a 70% do que sua oficina vende todos os dias são peças.

Se você gostou deste conteúdo, deixe o seu comentário para a gente e compartilhe com outras pessoas. 

Fábio Moraes

CEO da empresa Ultracar, com 25 anos de experiência em gestão e administração de oficinas. Matemático, Analista de sistema e Administrador de empresas. Auditor do IQA, (Instituto de Qualidade Automotiva), consultor do IAA e consultor de várias oficinas do Brasil. Viajou o Brasil inteiro no ano de 2016 ministrando palestra com o tema “Oficina dá dinheiro, mas tem que administrar”.

3 comentários em “Meta de venda de serviços e peças por dia

  • 15 de janeiro de 2019 em 08:14
    Permalink

    As metas devem ser calculadas em cima dos custos do mês que passou ou do mês que iniciou?

    Resposta
    • 25 de janeiro de 2019 em 14:29
      Permalink

      Olá, Denilson! Tudo bem? Muito obrigado pela sua pergunta! Vou dividir esta resposta em duas partes.

      01 – Encontre o custo fixo e variável da sua oficina (sempre do mês que finalizou). Caso você tenha alguma dificuldade de identificar os custos fixos e variáveis podemos disponibilizar para você uma planilha que vai ajudar neste levantamento. Ao encontrar estas duas informações você terá em sua mão o custo total da oficina, ou seja, a soma dos custos fixos e dos custos variáveis é igual ao custo total da oficina. Em seguida veja quantos dias úteis teve no mês que finalizou e se você trabalhar nos sábados, conte “meio dia útil” para cada sábado. Faça então uma conta dividindo o custo geral da oficina pela quantidade de dias úteis. Neste caso você vai encontrar um número que significa quanto sua oficina custa por dia. Este é um dos números mais importantes de sua oficina, pois ele será a referência de quanto você tem que vender no próximo mês, por dia, para pagar os custos da empresa (custos projetados para o mês seguinte, tendo por base o custo real encontrado no mês anterior).
      Obs muito importante: se você trabalhar ou estabelecer como meta de venda diária (peças e serviços) somente este valor significa que sua oficina vai trabalhar apenas para cobrir os custos, por isso é fundamental que você aumente este valor diário em 20% (no mínimo), pois estamos falando em meta e ela sempre deve ser um pouco mais “puxada”. Esta meta deve ser divulgada para toda a empresa. Produtivos e administrativos devem conhecer e trabalhar para atingir este número.
      02 – Agora que você entendeu como estabelecer uma meta para o mês que está começando baseado no custo do mês anterior, vem o segundo passo decisivo para sua oficina conseguir atingir suas metas e não fechar o mês e ser surpreendido por não atingi-las.
      Muito importante: todos os dias, agora do mês que está começando, você vai analisar hoje se ontem a oficina conseguiu atingir a meta. Se conseguiu ande pela oficina e elogie todos os funcionários (administrativos e produtivos). Se não conseguiu, ande pela oficina e “cobre” de todos (administrativos e produtivos) que ontem a oficina não conseguiu atingir a meta e por isso no dia de hoje todos devem se empenhar, mais do que o normal, para a oficina não ficar dois dias sem atingir a meta. Não dê espaço para ninguém e monitore de perto as vendas de peças e serviços. Quando hoje você analisa o dia anterior, referente a tudo o que foi vendido (peças e serviços), aparece uma nova análise que é identificar a qualidade dos orçamentos e se, em algum carro, a oficina não poderia ter vendido mais serviços / peças. Lembre-se que tudo o que está acima depende só da sua mudança de postura e da sua cobrança diária. Espero ter ajudado. Grande abraço, Denilson!!

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *