Entenda a liderança colaborativa e como ela ajuda na oficina - Ultracar

Entenda o que é liderança colaborativa e como ela pode te ajudar

A nova tendência da administração é a liderança colaborativa. Você já ouviu falar nela? Essa forma de gestão vem com uma proposta bastante interessante: trabalhar em equipe e dar mais autonomia para seus colaboradores.

A ideia é incentivar a colaboração e fazer com que cada pessoa possa ter o controle do trabalho que faz, deixando para você, dono, a tarefa de gerir a equipe e não os processos — em outras palavras, em vez de cuidar de um problema técnico você cuida de quem cuida desse problema.

Qual a diferença entre liderança e uma postura autoritária?

A liderança colaborativa parte de um princípio de mudança de ambiente. Você, como gestor, cria um local propício para que as pessoas deem ideias e micro gerenciem seus próprios trabalhos. E, caso precisem, podem contar com seu auxílio.

Isso difere, por exemplo, de uma postura autoritária, na qual você, por ser o dono, decide como cada coisa precisa ser feita e manda sua equipe obedecer.

As três principais competências do líder que você precisa desenvolver

Um líder cujo objetivo é desenvolver a colaboração da sua equipe e instigar os colaboradores a assumir mais responsabilidade precisa, antes disso, incitar em si mesmo três competências.

Escuta empática

Em primeiro lugar, tenha empatia ao escutar. Seu funcionário tem vitórias e derrotas dentro e fora da oficina. Ele é uma só pessoa e não tem como deixar do lado de fora suas questões pessoais, problemas ou inseguranças.

Escute sua equipe, preste atenção no que estão te dizendo e respeite as particularidades.

Sensibilidade social

Tudo tem um contexto. Cada decisão e forma de agir das pessoas é ligada a um contexto. Você precisa entender isso e compreender essa relação. Esse é o caminho para promover a mudança. Quando sabemos o que causa o erro é mais fácil de mudar a situação.

Pensamento visual

Tire o pensamento da cabeça! Um líder precisa saber colocar suas ideias no papel (e existem milhares de recursos para isso, como Canvas, mapas mentais, gráficos, infográficos, organogramas etc.). O visual é mais facilmente entendido por você e pelas pessoas à sua volta.

Tenha uma linguagem corporal afetuosa

A mudança não pode ser apenas em palavras. Quer colaboração? Se mostre aberto para acolher sua equipe. Coloque um sorriso sincero no rosto e uma expressão de “estou aqui para ajudar vocês”.

Promova a interação, instigue o hábito colaborativo diariamente. Sua postura é o que ditará a postura da sua equipe.

Como preparar uma reunião de colaboração?

Como falamos, o principal ponto da liderança colaborativa está na mudança do ambiente de trabalho. Isso começa a ser feito pelas reuniões.

No lugar de dar ordens, prepare uma reunião da seguinte maneira:

  • selecione os tópicos que precisam se tratados;
  • veja o que cada pessoa da equipe pode assumir de responsabilidade;
  • pense em alguns indicadores de desempenho que podem ser usados para fazer o acompanhamento daquele projeto ou processo (assim você tem mais controle, mesmo sem ficar “em cima” do seu colaborador).

Feito isso, chame a pessoa, repasse o trabalho, escute as sugestões que ele propor, reorganize suas ideias e propostas, e dê autonomia para o funcionário prosseguir.

Resistência no hábito de colaborar: o que pode ser?

Mesmo seguindo o que falamos até aqui, você ainda encontrará resistência das pessoas. Nem todo mundo gosta de mudança. Existem três perfis, especialmente, que podem dar um pouco mais de trabalho. São eles:

  • avarento: aquelas pessoas que acreditam que não devem compartilhar seu conhecimento porque estariam perdendo algo;
  • saudosistas: são os colaboradores que pensam que “as coisas eram melhores antes” e têm medo de não terem sucesso com esse novo ambiente de trabalho;
  • oráculos: não acham necessário colaborar porque sentem que já tem a resposta certa e não precisam de ninguém.

A liderança colaborativa só traz vantagens!

Com a liderança colaborativa sua oficina só tem a ganhar. O processo de gestão de pessoas fica mais profissional — essa é uma tecla que batemos constantemente aqui no blog —, sua equipe ganha autonomia e você ganha tempo, tempo para cuidar da rotina administrativa, do marketing e do crescimento do seu negócio.

Quer mais conteúdos sobre esse assunto? Leia nosso artigo sobre boa liderança na oficina: aprenda a ser um líder para sua equipe.

Crédito da imagem: pch.vector / Freepik.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed by pch.vector / Freepik