Gestão de Oficina: um modo prático de fazer - Ultracar

Gestão de Oficina: um modo prático de fazer

Iniciamos nossas dicas de Gestão de Oficinas, estudando a parte administrativa, a parte financeira e por último o estoque. O que falamos nos textos anteriores foi novidade para muitos, pois existe uma tendência dos proprietários de oficinas de não destinar o mesmo tempo para assuntos administrativos e financeiros, como o tempo destinado para a produção. Afinal produção é a “praia” de 90 % dos proprietários de oficinas.

O que vamos focar hoje é se neste assunto realmente podemos aplicar gestão de uma maneira simples e positiva.

Gestão de oficina: uma análise rápida

Para iniciar o aprendizado sobre  a gestão de oficina, vamos tentar responder as perguntas abaixo (e aí não importa se a oficina é mecânica, elétrica, centro automotivo ou funilaria):

1 – Qual o tempo médio de permanência dos veículos na oficina? 

2 – Existe programação (escrita e não verbal), dos veículos? 

3 – Cada funcionário, quando chega para trabalhar já tem sua programação? 

4 – O pátio é arrumado  no final do dia? 

5 – Existe um controle de ferramentas que é entregue a cada funcionário? 

6 – Acompanho o custo de cada carro (serviços e peças) enquanto ele está dentro da oficina? 

7 – As informações sobre os veículos chegam aos clientes? 

8 – Sei qual o valor médio dos orçamentos? 

9 – Quando algum orçamento não é autorizado é feito um levantamento para saber os motivos? 

Você provavelmente tem ou ao menos deveria ter esses números na palma da mão. Então, dê uma olhada no seu sistema de gestão ou nas suas planilhas e responda as perguntas acima. 

Quando pensamos em “gestão produtiva”, estamos focando nossa atenção naquilo que é o centro do nosso negócio. É este setor da empresa que gera resultados e por isso não podemos errar. Os clientes não admitem mais erros. O mercado está numa trajetória onde qualquer anormalidade pode determinar oscilações no faturamento da empresa.

O que é gestão produtiva?

Gestão da área produtiva é inovar sempre. É procurar organizar a oficina e o fluxo de veículos de tal forma que, independentemente do pátio ser grande ou pequeno o giro de carros é rápido. É extrair dos funcionários o melhor que cada um pode dar para a empresa, com rapidez e qualidade.
Produtividade é isso. Fazer mais, em menos tempo e melhor. Sem organização isso não é possível. Organizar a entrada de serviços, não ter funcionários parados por falta de serviço ou de peça, ter o controle de quanto cada funcionário pode produzir comparando horas vendidas com tempo disponível de cada um, manter uma equipe onde todos trabalham com os mesmos objetivos e não apenas funcionários que tentam resolver os problemas do dia a dia individualmente.

Esse é o caminho que temos de seguir. Essa é a direção que temos para fazer de nossa empresa uma oficina produtiva e que possibilite resultados financeiros positivos.

Procure observar mais os funcionários e tudo o que acontece durante o dia de trabalho. Avalie melhor a distribuição dos serviços e o resultado final. Além do serviço ter sido bem executado ele também deve ter sido feito em menor tempo e com qualidade em todos os detalhes, que vão desde a limpeza do veículo, a manutenção correta e ética, até o bom atendimento.

Certamente, quando isso acontecer, e pode ter certeza que acontecerá de forma natural, você e sua empresa já estarão vivendo a gestão produtiva.

 

 

 

 

Fábio Moraes

CEO da empresa Ultracar, com 25 anos de experiência em gestão e administração de oficinas. Matemático, Analista de sistema e Administrador de empresas. Auditor do IQA, (Instituto de Qualidade Automotiva), consultor do IAA e consultor de várias oficinas do Brasil. Está viajando o Brasil inteiro neste ano de 2017 ministrando palestra com o tema “Oficina de sucesso é oficina rentável: transformando reparadores em empresários”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *