Direito preventivo para oficinas: o que você precisa saber? - Ultracar

Direito preventivo para oficinas: o que você precisa saber?

Nós sabemos: assuntos jurídicos não são lá o conteúdo mais prazeroso de consumir, mas ter um pouco de conhecimento nessa área pode salvar sua empresa, seja ela uma oficina mecânica, funilaria ou auto center, de vários problemas.

Principalmente se o cuidado for tomado antes de algum problema acontecer. Em vez de correr riscos, porque não proteger o seu negócio? Essa é a proposta do direito preventivo e é sobre isso que falaremos hoje!

O que é direito preventivo?

Direito preventivo é um conjunto de ações profiláticas cujo objetivo é proteger seu negócio.

Essa estratégia funciona da seguinte maneira: primeiro é feito um diagnóstico da sua oficina, funilaria ou auto center. Com o levantamento é possível prever problemas (questões legais que podem gerar conflitos jurídicos e prejuízo) e criar estratégias de contenção, correção e proteção.

Essas ações são feitas por meio de mudanças de processos e adoção de novos procedimentos.

Qual é a importância do direito preventivo no setor automotivo?

Por mais cansativa que possa ser a ideia de realizar um trabalho preventivo, ele é muito vantajoso. A proposta é blindar sua oficina, funilaria ou auto center contra problemas que poderiam, sim, serem evitados.

Podemos até fazer uma analogia aqui, usando um veículo. Imagine que você tem um carro e que não quer usar práticas preventivas nele. Em outras palavras, nada de revisão, checagem de água e óleo, balanceamento etc. Você só cuidará do carro caso ele pare de funcionar ou dê algum problema sério.

Nesse exemplo, o carro é sua oficina e o direito preventivo é o conjunto de cuidados que você poderia ter para evitar danos. Pequenos cuidados, como a verificação do nível de água no radiador, podem evitar grandes problemas, como uma retífica.

Em sua oficina, um contrato bem elaborado pode te proteger de uma discussão com algum funcionário. Um orçamento com boa estrutura te blinda caso o cliente tenha algum ponto de discordância sobre o serviço feito etc.

O direito preventivo é, em resumo, um investimento para se proteger de prejuízos e impedimentos futuros.

Oficina mecânica, funilaria e autocenter: como usar o direito preventivo?

Para deixar mais clara a importância do direito preventivo, vamos a alguns exemplos práticos que você pode aplicar, desde já, na sua oficina.

Relatórios de reparo

Uma prática que você, reparador, pode adotar em seu negócio é a de gerar relatórios de reparo.

Não precisa ser algo muito complexo. Apenas uma nota sobre quem é o responsável pelo reparo, quais problemas foram encontrados e o que será feito no veículo. Junto a isso, também é importante fotografar as peças atuais, as novas e registrar a troca feita.

Para completar, você deve encaminhar o andamento do serviço, com o relatório e as explicações, para seu cliente.

Essa simples ação tem dois pontos positivos:

  • mostra transparência da sua empresa;
  • assegura que o cliente tenha consciência do que está sendo feito;

Checklist assinado por ambas as partes

Quando chega um novo cliente em sua oficina, a primeira coisa a ser feita é um checklist completo, correto? Esse documento serve para organizar as informações e deixar claro quais serviços precisam ser feitos — se você ainda não tem um checklist em sua empresa, faça o download do modelo criado pela Ultracar!

Após o preenchimento, esse checklist precisa ser assinado por você e pelo cliente, essa é a maneira de assegurar sua oficina e garantir que você e sua equipe recebam o aval para realizarem aqueles serviços.

Mas… e se o cliente deixa o carro e pede o orçamento pelo WhatsApp? Como fazer?

Nesse caso, o responsável pelo checklist deve fotografar o carro todo e entrar em contato com o cliente, informando que as informações foram enviadas por e-mail e que ele precisa responder com a concordância dos pontos descritos e autorização para início do serviço.

Ao colocar esse procedimento como padrão em sua empresa você se protege porque:

  • WhatsApp não tem o mesmo peso legal que e-mail;
  • documentos unilaterais (aqueles que só uma pessoa assina) não tem valor jurídico;
  • a concordância, por e-mail, do cliente com relação ao checklist substitui a assinatura física.

Sua empresa precisa do direito preventivo

Esses dois exemplos de como o direito preventivo pode blindar sua oficina mecânica, funilaria ou auto center já mostram a importância dessa prática. Mas queremos te dar mais informações para pensar.

Por isso, recomendamos que assista a duas lives que o Fábio Moraes fez com a advogada Alessandra Milano Mais falando sobre direito preventivo. Confira:

Crédito da imagem: vectorjuice / Freepik.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Designed by vectorjuice / Freepik