Conhecimento técnico e gestão, o caminho para o sucesso! - Ultracar

Conhecimento técnico e gestão, o caminho para o sucesso!

História de luta e sucesso da oficina Tecnorei | Jornal Oficina Brasil

Para o dono de uma oficina mecânica prosperar é necessário muito mais do que conhecimento técnico e um bom serviço. É fundamental implementar um plano de gestão eficiente para alcançar bons resultados!

Reinaldo de Oliveira, hoje aos 53 anos de idade, dedicou 33 às atividades relacionadas à área de reparação automotiva. Desde criança nutria uma atração pelo universo técnico, um sentimento que lhe preenchia a alma. Com apenas seis anos de idade costumava desmontar seus carrinhos de brinquedo para entender a lógica de funcionamento. Seu pai era técnico de eletroeletrônica e, sempre atento, observava suas atividades. Isso estimulava a parte técnica do espírito de Reinaldo.

Devido à preocupação do seu crescimento profissional, Reinaldo lembra que seu pai o incentivava a deixar Bambuí, cidade do interior de Minas Gerais, e partisse rumo à capital, Belo Horizonte, com o objetivo de aprimorar os estudos e ingressar no mercado de trabalho, onde teria mais oportunidades. Seguindo o conselho paterno, matriculou-se no Senai de BH no curso de manutenção de ar-condicionado, seguindo os passos de seu pai. Nesse período, aprofundou-se com afinco nas matérias e conhecimentos transmitidos pelos professores, fazendo com que se destacasse perante os demais alunos por sua extrema dedicação.

Devido ao seu talento e disciplina, seus mestres o recomendaram para ingressar numa empresa de serviços de manutenção de ar-condicionado em prédios comerciais, e logo o efetivaram como técnico. O seu desejo de aprender e atingir patamares mais elevados manteve-se inabalável. Por ter um espírito curioso e com desejo de saber cada vez mais, não abandonou os estudos, até o dia em que, circulando pelas instalações do Senai, descobriu que havia vagas abertas para um curso de mecânica automotiva avançada. Imediatamente, Reinaldo decidiu inscrever-se no curso, de forma experimental.

Reinaldo afirma: “O curso do Senai veio no momento certo. Eu mergulhei nos estudos e descobri minha verdadeira vocação. Quando finalizei minha formação, pensei: Agora é hora de trabalhar com mecânica automotiva. Porém, me mantive no emprego fazendo alguns serviços de reparação de ar-condicionado, pois meu sustento vinha de lá. Mas, meu desejo era inserir-me na área de reparação de veículos. Como não consegui nenhum trabalho no meio de manutenção de veículos, fazia alguns serviços para amigos próximos de modo informal na garagem de casa. Sempre nos horários livres da empresa. Nos meus finais de semana eu me dedicava totalmente à mecânica. E assim, crescia meu amor pela reparação de veículos e o desejo de ter minha oficina”.

Sua avidez por conhecimento fez com que Reinaldo participasse de uma feira automotiva em Belo Horizonte. Nesse evento viu diversas coisas interessantes e novas tecnologias do setor. porém, entre tantos stands um lhe chamou a atenção, uma empresa de software dedicada a gestão para oficinas. Uma coisa curiosa, pois nem dono de oficina Reinaldo era, mas ficou maravilhado com proposta da Ultracar, e guardou isso em sua memória.

A vida e suas surpresas

Com o passar do tempo, o amor pela área de reparação automotiva aumentava a passos largos e o desejo de montar seu o próprio negócio avançava na mesma medida. Embora a situação não fosse na época muito favorável, Reinaldo usou todo o dinheiro de suas reservas, investindo em equipamentos, ferramentas e cursos avançados para aprimorar suas técnicas.

Ao mesmo tempo que investia em seu futuro na reparação, floresceu uma sensação de inconformismo decorrente dos princípios gerenciais adotados pela empresa na qual trabalhava. De acordo com Reinaldo, ele dedicava seus esforços, mas não tinha o devido reconhecimento. Uma situação que lhe provocava um profundo sentimento de frustração. Até que um dia, durante suas férias, Reinaldo teve espaço para refletir sobre sua vida.

Declara Reinaldo: “Poxa, eu estudava, tinha conhecimento técnico em mecânica, já realizava alguns serviços, mas eu precisava dar um rumo na minha vida profissional, eu aprendi a amar a reparação e sabia que era aquilo que eu amava e queria fazer. Como já tinha bastante serviços por fora, resolvi pedir demissão da empresa e começar a trabalhar por conta própria”.

Não deu outra, ainda que trabalhando em condição de informalidade, Oliveira fazia serviços mantendo seus princípios de qualidade e excelência. Logo sua clientela foi aumentando cada vez mais, fazendo com que ele conseguisse realizar mais de 70 serviços por mês. Seus amigos e familiares assistiam de perto a sua trajetória de luta e dedicação. Estava então na hora de alugar um espaço para montar de seu próprio negócio. Ele conseguiu um galpão que batizou de Tecnorei, uma oficina especializada em serviços de ar-condicionado e mecânica em geral, e contratou alguns profissionais para trabalhar com ele.

Neste momento foi o ponto de virada de sua vida, em que começava a concretizar o seu sonho. Porém, algumas pedras apareceram em seu caminho. O número de serviços triplicou e Reinaldo não conseguia o tempo necessário para supervisionar respectivamente as atividades do pátio e do setor administrativo.

A empresa de Reinaldo entrou naquela velha equação que já conhecemos e temos abordado durante esses seis meses de publicações nesta sessão, que é enfrentar dificuldades na oficina, mesmo com o pátio cheio, por falta de gestão.

Ele comenta: “O volume de trabalho aumentou, e a gente começou a ter vários tipos de clientes, pessoas físicas e jurídicas, tudo isso por conta do nosso bom serviço. Mas eu não tinha nenhum controle gerencial. Então, eu trabalhava muito, mas não entendia sobre gestão e demais problemas que surgiam principalmente a falta de lucratividade. Foi nesse momento que lembrei da Ultracar, então me dei conta de que o software desenvolvido por eles poderia ser de grande valor”.

Gestão, o grande passo para o sucesso

Reinaldo declara que precisava de ajuda, pois inúmeras vezes aparecia um cliente falando que tinha realizado um serviço há meses, mas como eu anotava todas as ordens no papel, era complicado ter acesso às informações de forma rápida e organizada, e muitas vezes nem encontrava.

O dono da Tecnorei contratou o software de gestão e relata: “Com ajuda e suporte da Ultracar, contratei uma pessoa para me auxiliar na administração, pois só com as dicas e sugestões deles conseguimos fazer uma boa gestão”.

Reinado afirma que contratar o sistema de gestão foi fundamental para sua empresa e, assim, não tropeçar novamente no caminho como acontece com muitos donos de oficina que passam pelo dissabor de contrair enormes dívidas ou verem seus sonhos desmoronar.

Atualmente, a Tecnorei é sinônimo de sucesso absoluto. Graças à perspicácia de seu dono em perceber de imediato as necessidades prementes de sua empresa, ele conseguiu virar o jogo e fazer sua oficina crescer com controle gerencial por meio de uma gestão eficiente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *