Como transformar serviço em dinheiro: confira 4 dicas - Ultracar

Saiba como transformar serviço em dinheiro

Quero mostrar como transformar serviço em dinheiro, mas sem muita complicação. Para conseguirmos chegar neste estágio vai ser necessário verificarmos como estão funcionando algumas rotinas na nossa oficina.

Rotinas

01 – Rotina de atendimento ao cliente: sua oficina trata o cliente fazendo com que ele se sinta importante? Que ele sinta que está num lugar onde pode confiar, principalmente pela forma que é realizado o primeiro contato? Transparência e confiança é tudo o que o cliente precisa e espera. Trabalhe isso em você e em seus funcionários, para que eles possam atender com a mesma qualidade que você. Ah, mas não se esqueça! Quanto mais engajada a sua equipe estiver, melhor será o atendimento e maior a produtividade.

02 – Rotina de avaliação do serviço: escutar o que o cliente quer, fazer uma boa interpretação e uma análise precisa do problema é fundamental e irá contribuir para que você descobra como transformar serviço em dinheiro. Todos sabemos disso, mas infelizmente no dia a dia percebemos que esta rotina não é feita com regularidade. Alguns clientes são atendidos com esta precisão e outros não. Vai do humor seu ou do funcionário e não pode ser assim, a avaliação do serviço tem que ser sempre ótima.

03 – Rotina do orçamento bem feito: oriente os funcionários que recebem o cliente a não terem pressa para fazer o orçamento (se for você siga a mesma orientação). Sabemos que fazer um orçamento numa oficina mecânica é muito diferente de um orçamento de uma oficina de funilaria e pintura, mas nos dois casos quanto menos complementos tiverem melhor (para sua oficina e para o cliente). Detalhe o máximo que puder no corpo do orçamento e converse com o cliente sobre a possibilidade de aproveitar que o carro está na oficina e ofereça outros serviços como limpeza do ar condicionado, troca de palhetas, regulagem dos faróis, troca do filtro de ar, troca do filtro de combustível, entre vários outros, mas lembre-se de oferecer estes serviços adicionais somente depois que o cliente autorizou o orçamento inicial (o que você fez para atender à solicitação de quando o carro entrou na oficina).

04 – Rotina de metas: sua oficina precisa ter uma meta de vendas diária, ou seja, todos os dias a oficina precisa vender um determinado valor que possibilite ela pagar as contas. Para chegar neste valor de venda por dia precisaremos encontrar o custo fixo e o custo variável da oficina, mas este é um assunto que veremos mais para frente no processo de aprendizado de gestão que estamos trabalhando neste blog. Independentemente de qualquer situação levante todas as suas despesas (tudo o que sua oficina paga por mês e não esqueça de acrescentar seu pró-labore nestas despesas). Quando obtiver este valor faça uma divisão por 22 (que são a quantidade de dias úteis em média no mês) e multiplique por 20%

Exemplo

Despesas totais da oficina:          R$ 30.000,00

Média de dias úteis:                     22

Dividindo R$ 30.000,00 por 22:  R$ 1.363,64

Multiplicando por 20%:                R$ 272,73

Somando os dois:                          R$ 1.363,64 + R$ 272,73

  • R$ 1.636,37 (este é o valor da meta diária que sua oficina precisa vender para pagar as contas e sobrar para investimentos e outras ações).
    Lembre-se que este é o valor que deve ser vendido pela oficina todos os dias.

Fábio Moraes

CEO da empresa Ultracar, com 25 anos de experiência em gestão e administração de oficinas. Matemático, Analista de sistema e Administrador de empresas. Auditor do IQA, (Instituto de Qualidade Automotiva), consultor do IAA e consultor de várias oficinas do Brasil. Viajou o Brasil inteiro no ano de 2016 ministrando palestra com o tema “Oficina dá dinheiro, mas tem que administrar”.

8 comentários em “Saiba como transformar serviço em dinheiro

  • 29 de maio de 2018 em 19:53
    Permalink

    Parabéns. Excelente matéria.Gostaria estar sempre recebendo.

    Resposta
    • 1 de junho de 2018 em 11:58
      Permalink

      Bom dia, Nilson! Obrigado pelo comentário. Pode deixar que vamos continuar sempre te encaminhando novos conteúdos. Grande abraço!

      Resposta
  • 2 de junho de 2018 em 14:09
    Permalink

    Olá tudo bem!! Só Carlos Magno de Campo Grande MS. Tenho uma oficina mecânica e gostaria de saber como funciona o trabalho de vcs e os valores. Sei que preciso de ajuda já quebrei uma vez e não quer que aconteça de novo. Aguardo retorno. Obrigado.

    Resposta
    • 4 de junho de 2018 em 08:18
      Permalink

      Bom dia, Carlos!! Tudo bem e com você? Primeiramente, muito obrigado pela sua mensagem. Fico muito feliz pela confiança. Bom, Carlos, aqui na Ultracar oferecemos diversos serviços e os nossos sistemas de gestão. Nossa equipe irá entrar em contato com você para te explicar todos os detalhes. Pode deixar que iremos te ajudar no que precisar. Grande abraço, amigo!

      Resposta
  • 8 de julho de 2019 em 16:39
    Permalink

    Olá, Fábio!

    Meu nome é Alessandro, há 9 meses montei uma oficina para prestar serviços de alinhamento e balanceamento, suspensão, freios, troca de óleo, troca de filtros, higienização de ar condicionado e etc.
    Não oferecemos o serviço de mecânica, digamos bruta, e nem injeção eletrônica. O nosso faturamento se mantem estável, porém na minha visão baixo. Apesar de ser uma loja de bairro, acredito que da para faturar mais, porém tenho a dúvida se o problema esta relacionado a situação do país ou a um problema de oferta de serviços, precificação, ponto ou até mesmo a gestão da loja. Para se ter uma meta de vendas diária, você precisa ter um número mínimo de clientes atendidos diariamente, porém em uma loja com um movimento instável, gostaria de uma dica de como mensurar isso.

    Obrigado

    Resposta
    • 16 de julho de 2019 em 14:33
      Permalink

      Olá Alessandro,
      De fato, vivenciamos uma situação ruim no quadro econômico do país. Porém, existe uma grande demanda de serviços de reparo automotivo que a consultoria enxerga que não vem sendo explorado e que quando praticados, conseguimos nos diferenciar dos nossos concorrentes. Para conseguirmos assimilar estas oportunidades a nossa empresa, sugerimos dentro das ações abaixo elencar dentro das suas prioridades o que ainda não é praticado pela empresa:
      – Pesquisa de mercado para entender a concorrência e a necessidade do seu cliente;
      – Análise dos fornecedores atuais: preços praticados, prazos, descontos e parcerias;
      – Levantamento e classificação dos custos da sua empresa;
      – Proposta de trabalho diferenciada sua e dos seus colaboradores para que eles saibam utilizar o checklist para otimizar a venda de serviços e peças;
      – Possuir um sistema de gestão para os devidos registros dos serviços não executados e que podem ser oferecidos no futuro e que ajude na interação com o cliente (CRM);
      – Calcular a Formação de preço de venda (Markup), que é composto pelas despesas fixas, despesas variáveis e pela margem de lucro estimada;
      – Conhecer o ponto de equilíbrio, que é o indicador de segurança do negócio;
      – A sua meta diária é baseada nos seus custos, por isto a importância do levantamento e estudo como citados anteriormente.
      Estes e outros indicadores são de extrema importância para entender a situação do negócio. Logo, estes indicadores precisam ser estudados e implementados antes de iniciarmos outros passos, pois através desta analise iremos conseguir tomar decisões mais favoráveis e assertivas.

      A equipe de consultoria empresarial do Instituto de Administração Automotiva (IAA) e Ultracar estará sempre a disposição, faça-nos uma visita e conheça um pouco mais do nosso trabalho.
      http://www.iaa.com.br – (31) 32242866

      Resposta
  • 11 de julho de 2019 em 16:25
    Permalink

    Fabio, meu nome é Paulo, sempre acompanho seus links, fiz curso de Gestão de Oficinas (3 módulos), apliquei algumas coisas, que melhoraram significativamente o andar da oficina. Mas um ponto até hoje não consegui melhorar que é a valoração dos produtos. Usando a formula PV = PC / (DF+DV+LUCRO),
    não consigo PV aceitável, minha despesa fica em torno de 55 % da receita, tenho que tirar pagamento de boletos + 35 %, o restante para pro-labore. No bairro que estou a 14 anos (Betânia), temos um público de classe C e D, tenho receio de aumentar muito e perdê-los. O que fazer? Existe um jeito de criar um PV sem o uso da formula. O que devo usar como despesa fixa e variável, para o cálculo acima, relate ?
    Obrigado

    Resposta
    • 22 de julho de 2019 em 08:17
      Permalink

      Olá Paulo!
      A Boa Gestão da Oficina propicia o sucesso da empresa. Para explorar mais o ramo de Reparo Automotivo, precisamos nos diferenciar dos nossos concorrentes e conhecer bem nossos números. Existe uma grande demanda desse serviços. Para conseguirmos assimilar as oportunidades na nossa empresa, sugerimos dentro das ações abaixo elencar nas suas prioridades o que ainda não é praticado pela empresa:

      – Pesquisa de mercado para entender a concorrência e a necessidade do seu cliente;

      – Análise dos fornecedores atuais: preços praticados, prazos, descontos e parcerias;

      – Levantamento e classificação dos custos da sua empresa (a consultoria estará enviando para você um levantamento que pode ajudá-lo a identificar seus custos fixos e variáveis);

      – Proposta de trabalho diferenciada sua e dos seus colaboradores para que eles saibam utilizar o checklist para otimizar a venda de serviços e peças;

      – Possuir um sistema de gestão, como o da Ultracar, (software prático e fácil de usar).

      – Calcular a Formação de preço de venda (Markup), que é composto pelas despesas fixas, despesas variáveis e pela margem de lucro estimada (a consultoria estará enviando para você uma planilha;

      – Conhecer o ponto de equilíbrio, que é o indicador de segurança do negócio;

      Referente a Precificação de Venda (Markup), é importante destacar que o preço de venda pode ser calculado para cada produto individualmente ou para todos os produtos de forma genérica, mas não existe receita de bolo e nem uma maneira é melhor do que a outra. Muitas vezes, a empresa precisa ter alguns produtos precificados com um retorno mais baixo, para garantir a competitividade. Tudo dependerá das condições mercadológicos e do tipo de negócio.

      Pode ser um erro na digitação, mas sua fórmula está faltando uma informação:

      PV = PC / (DF+DV+ML)

      ou,

      PV = PC / [100% – (DV% +DF% + ML%)]

      Esperamos ter contribuído e conseguindo sanar suas dúvidas.

      A equipe de consultoria empresarial do Instituto de Administração Automotiva (IAA) e Ultracar estará sempre a disposição, faça-nos uma visita e conheça um pouco mais do nosso trabalho.

      http://www.iaa.com.br – (31) 3224 – 2866

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *