O que é capital de giro e qual a sua função na oficina? - Ultracar

O que é capital de giro e qual a sua função na oficina?

É bem possível que você, gestor, já tenha escutado alguém falando sobre o “capital de giro” e a importância dele para o negócio. Talvez você até saiba que isso tem uma relação com a gestão financeira da sua oficina. Mas… qual é mesmo a função dele?

Capital de giro é o termo que usamos para falar sobre a diferença entre o capital que você tem em caixa e a soma das despesas e contas a pagar. Mas cuidado: capital de giro e prejuízo são coisas completamente diferentes.

O que é, realmente, o capital de giro?

Diferentemente do prejuízo, que é quando sua oficina não está crescendo e você precisa tirar dinheiro do próprio bolso para compensar as perdas, no caso do capital de giro acontece um processo um pouco diferente.

Aqui você também precisa colocar dinheiro no seu negócio, mas apenas para que ele se estabilize durante o crescimento, um aumento de demanda ou instabilidade programada. É mais fácil entendermos isso com um exemplo. Então, vamos lá!

Capital de giro, na prática!

Imagine que o número de serviços aumentou muito do mês passado para o atual. Além disso, todos os novos clientes estão pagando à prazo pelo trabalho contratado.

O que acontecerá é o seguinte: inicialmente você terá um aumento grande nos gastos (para comprar insumos e talvez contratar um ajudante temporário). Esses gastos já foram “cobertos” pelo pagamento dos clientes, mas o dinheiro só chegará na sua mão em alguns dias (isso varia de maquininha para maquininha).

E agora? Essa é a hora de usar o capital de giro, aquele dinheiro que deixamos guardados para impulsionar o negócio, e assim garantir que conseguirá entregar os trabalhos.

No final das contas, essa é a função desse capital. Ele não entra para cobrir um prejuízo, mas para garantir o funcionamento da oficina enquanto o dinheiro dos serviços não entra em caixa.

Como calcular o capital de giro da sua oficina?

Para calcular você precisa apenas de duas informações:

    • Ativos Circulantes: o dinheiro que você tem ou que receberá esse mês, como capital em caixa, reservas financeiras, contas a receber etc;
    • Passivos Circulantes: toda a retirada de dinheiro que acontecerá no mês, como contas a pagar, empréstimos, pagamento de fornecedores etc.

Agora, basta juntar isso em um cálculo simples:

CAPITAL DE GIRO = ATIVOS CIRCULANTES – PASSIVOS CIRCULANTES

Se o valor for negativo, esse é o capital de giro que você precisará naquele mês para manter sua oficina funcionando.

Qual é a importância do capital de giro para a oficina?

A principal função do capital de giro é manter o seu negócio funcionando quando ele é lucrativo, mas o recebimento do dinheiro chegará depois das suas obrigações trabalhistas, fiscais e outros gastos.

Mas para deixar ainda mais específico, podemos dizer que ele ajuda a:

Como juntar o capital de giro na oficina?

Agora, precisamos ter uma conversa séria. Viver no limite, sem saber se você conseguirá pagar as contas, não faz bem para ninguém. Você fica estressado, sua equipe fica com medo de demissão e a saúde física e mental de todos vai se esgotando. Até quando dá para viver assim?

Olha, não estamos dizendo que só cortar um gasto aqui ou ali vai te deixar milionário — e não vai mesmo! Gerir um negócio é difícil, existem oscilações de mercado e incertezas, mas algumas práticas podem ajudar, e muito, a sua oficina a ter uma saúde financeira melhor.

No caso do capital de giro, precisamos lembrar que é um dinheiro que sua empresa tem garantias futuras de que o valor investido retornará. Desse modo, algumas alternativas que você pode usar nesse período são:

  • identificar e cortar gastos;
  • tenha disciplina (o capital de giro não é para despesas! Ele é uma reserva para momentos específicos, como aquele que falamos neste texto);
  • negocie com seus fornecedores, especialmente com relação aos prazos de pagamento (quanto mais prazo, mais segurança você terá de que o dinheiro já estará em suas mãos);
  • antecipe pagamentos a receber com sua operadora de cartões (a taxa é mais alta, mas pode ser necessário);
  • faça um empréstimo com planejamento financeiro.

Agora é sua vez de nos contar: você já conhecia o capital de giro e a importância dele? Como é na sua oficina? Nos conte um pouco como é a gestão financeira da sua oficina nos comentários!

2 comentários em “O que é capital de giro e qual a sua função na oficina?

  • 17 de novembro de 2021 em 13:04
    Permalink

    Tínhamos muita dificuldade em entender a real importância do Capital de Giro da empresa e o a diferença que faz, agora é correr atrás do prejuízo e colocar a casa em ordem. Muito Obrigada pelas dicas, aqui na nossa oficina estão sendo super valiosas e aproveitadas essas dicas.

    Resposta
    • 17 de novembro de 2021 em 13:42
      Permalink

      Olá, Yara!! Que bom que vocês perceberam a importância. Sempre é tempo para corrermos atrás de fazer o certo e de alcançar nossos sonhos. Conte com a nossa equipe para quando precisar de alguma ajuda. Também queremos te convidar a conhecer nosso canal do Youtube chamado Gestão Para Oficinas com Fabio Moraes. Lá você encontra muitos conteúdos sobre gestão para oficinas. As dicas e ensinamentos são incríveis!! Link: https://www.youtube.com/channel/UCBNdJUmqZRgaqlvw4MSVHwQ?view_as=subscriber
      Grande abraço e tenha uma excelente semana!

      Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *