Quais são os melhores canais de divulgação para sua oficina? - Ultracar

Quais são os melhores canais de divulgação para sua oficina?

Quem já está há algum tempo no mercado sabe que não adianta sentar de braços cruzados no galpão e esperar os clientes aparecerem. É preciso fazer divulgação, mostrar para as pessoas que sua oficina está ali e quais serviços oferece — essa é uma das principais maneiras de atrair clientes.

Contudo, uma boa campanha de marketing é pautada em estratégias bem elaboradas (conhecidas como plano de marketing), com conteúdos feitos sob medida para o perfil do cliente da oficina e veiculados em canais de divulgação adequados.

Vamos conhecer esses canais e as vantagens e desvantagens deles, tanto para o marketing digital quanto para o marketing offline?

Redes sociais

Sem dúvida, o espaço que mais acomoda pessoas no meio virtual são as redes sociais. Praticamente todas as pessoas que acessam a internet tem conta em alguma das maiores redes, como o Twitter, Instagram e Facebook.

Esses ambientes virtuais de interação social são um excelente local para fazer publicidade. No Instagram, por exemplo, é possível trabalhar com hashtags e localização, permitindo que as pessoas encontrem suas publicações com mais facilidade.

Além disso, as redes sociais são bem segmentadas e cada uma delas atende a um perfil diferente de pessoas. Então, antes de escolher alguma delas para criar uma estratégia de publicidade, faça uma pesquisa com seus clientes e veja qual eles mais acessam — sabendo o perfil dos seus clientes você saberá o perfil de futuros clientes.

As redes sociais tem um grande alcance e muita oportunidade de negócio, mas também tem pontos negativos. O principal deles é com relação ao alcance: se você não criar publicações regularmente, os mecanismos dessas redes deixam de entregar seus conteúdos para as pessoas, o que reduz o número de visitantes em seu perfil e, consequentemente, de novos clientes.

Google Meu Negócio

O Google Meu Negócio é uma ferramenta que o Google disponibiliza para que qualquer pessoa possa cadastrar sua empresa na plataforma. Dessa forma, quando clientes em potencial buscam pelo serviço ou produto em determinada região, o site de buscas oferece uma lista de alternativas — dentre elas, sua oficina, por exemplo.

O Google Meu Negócio é um site obrigatório para qualquer pessoa que queira divulgar seus serviços. Ele é quase como se fosse um catálogo virtual. Vamos supor que você tenha uma oficina em São Paulo, no bairro Jardins. Se o usuário digitar “oficina no bairro Jardins, em São Paulo” ele encontrará o seu negócio.

E o melhor: não custa nada, além de você não precisar publicar regularmente. Só é preciso ter cuidado com as informações e imagens colocadas ali, para serem atraentes para seus clientes.

Site e Blog

Atualmente já dizemos que o site é o cartão de visitas de qualquer empresa. Você precisa ter um site para mostrar seus serviços, peças que vende, preços, localização, informações de contato e outros detalhes importantes para seus clientes.

Mas… como as pessoas vão achar seu site? É aí que entra o seu blog. Com ele, você pode produzir conteúdos e atrair a atenção das pessoas — mais ou menos igual estamos fazendo agora. Você encontrou nosso blog e isso pode te levar até o nosso site (ou não), mas o motivo de ter nos encontrado foi por conta deste conteúdo. Interessante, não é mesmo?

O grande problema aqui, entretanto, está no custo e na habilidade em lidar com tecnologias. Para manter um site simples, com até 20 ou 30 mil acessos por mês, você terá que investir aproximadamente R$ 400,00 por ano.

Além disso, é preciso fazer o design do site e blog — caso não saiba fazer, um profissional para cuidar disso também tem seu preço, que pode ir de R$ 1000,00 ao infinito, dependendo das suas exigências.

Outro ponto de atenção é o blog: é preciso publicar regularmente, sempre com conteúdos de qualidade, para que o Google mostre seu site para as pessoas.

Mesmo com todos esses pontos de atenção, o site e o blog ainda são a base de qualquer estratégia digital bem sucedida.

WhatsApp

O WhatsApp hoje é uma forte ferramenta de comunicação. Contudo, não podemos dizer que ele é um bom veículo de divulgação. Até existem algumas estratégias que usam ele para conquistar novos clientes, mas são semelhantes aquelas ligações que recebemos, de empresas que não conhecemos, com a oferta de algum produto que não procuramos.

O WhatsApp pode ser usado, e muito bem usado, para conversar com seus atuais clientes, atualizá-los sobre o andamento dos serviços e dar dicas, periodicamente, sobre como cuidar dos veículos.

Nesse exemplo o WhatsApp não é uma ferramenta de divulgação, mas sim de retenção de clientes, que ajuda a trazer as pessoas de volta para sua oficina. E, claro, você sempre pode enviar promoções para seus clientes antigos — talvez isso faça eles procurarem por seus serviços.

Mídias offline

As mídias offline, como outdoors, panfletos, rádio, carro de som e anúncios em jornal continuam com força total, especialmente se sua oficina fica localizada em alguma região fora do centro da cidade ou no interior do estado.

Panfletagem nos bairros e anúncios em jornal ainda geram um bom resultado, especialmente se seus clientes consomem essas mídias — e não é uma divulgação tão cara de ser feita.

Os outdoors, por outro lado, são um pouco mais caros, mas dependendo da localização podem gerar um excelente resultado. O mesmo vale para anúncios em programas de rádio: propagandas mais longas podem se destacar, mas o preço também aumenta.

Já o carro de som é um grande dilema: ele gera resultados, mas também faz com que algumas pessoas evitem sua oficina por conta do transtorno sonoro que foram submetidas. Vale a pena? Vale, dependendo da sua região. É uma questão de pesquisar e testar.

O ponto mais importante com relação ao marketing da oficina é o fato de que todos os canais de divulgação são eficientes. Você apenas precisa fazer a publicidade certa para o seu perfil de cliente. Além de ter presença nos lugares que eles estão, seja nas redes sociais, no WhatsApp, no Google ou nas ruas.

Para complementar a leitura, veja nosso artigo sobre como identificar o cliente ideal da sua oficina!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *